Após passar cinco dias em coma, o boxeador Luis Quiñones, da Colômbia, não resistiu e faleceu no hospital.

O lutador foi internado às pressas após ser nocauteado na disputa pelo título nacional de 63,5kg, categoria peso meio-médio, contra José Muñoz, em Barranquila.

Na madrugada do último domingo (25), Quiñones teve de passar por uma cirurgia por conta de coágulo no cérebro. E depois de cinco dias em coma, sua morte foi confirmada.

A Federação Colombiana de Boxe expressou seu luto pela perda. “Infelizmente ele perdeu essa batalha, expressamos nossas sinceras condolências a toda a sua família.”

José Muñoz também falou sobre a trágica morte de seu oponente e publicou mensagem emocionante.

“Nunca pensei que um sonho pudesse se transformar em um pesadelo real. O desejo de vencer na vida nos colocou no mesmo caminho, mas por causa dessas coisas da vida e principalmente da profissão que escolhemos, hoje você está em uma situação que nunca imaginamos. Durante os últimos dias, sua imagem não para na minha cabeça e penso no grande futuro que está por vir. Fomos parceiros e amigos de sparring, o que me permitiu conhecer todas as coisas boas que você tem a oferecer como pessoa e como atleta”, disse.

A morte do jovem atleta marca a terceira no ringue este ano. O russo Arest Saakyan, 26, em janeiro e o sul-africano Simiso Buthelezi, 24, em junho, também faleceram.

 Notícias ao Minuto