Ficou para o segundo turno, marcado para o dia 30 de outubro, a definição sobre quem será o próximo presidente do Brasil. Como esperado, antes mesmo do início da campanha, os dois protagonistas dessas eleições, Lula (PT) e Bolsonaro (PL), garantiram suas participações na disputa para definir os rumos do País nos próximos 4 anos.

Mesmo terminando na frente, Lula não conseguiu alcançar o patamar necessário para encerrar as eleições no primeiro turno, que seria superar os 50% dos votos úteis – que desconsidera os votos brancos e nulos.

A partir desta segunda-feira (3), recomeça a campanha eleitoral nas ruas e, no dia 7, a propaganda gratuita na rádio e TV.