Preso por suspeita de abuso a mulheres que ele atendia, psicólogo Jorge Zacarias já tinha uma condenação por estupro em primeira instância Foto: Reprodução: G1

O psicólogo Jorge Zacarias, de 63 anos, é suspeito de abusar sexualmente de 13 mulheres em Fátima do Sul (MS), durante sessões de terapia, utilizando a hipnose. O psicólogo era registrado no Conselho Regional de Psicologia do estado e atendia mulheres vítimas de violência doméstica, em um centro de referência de assistência à mulher da prefeitura local, onde ele era funcionário público.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas disseram que o profissional as hipnotizava antes de abusar  sexualmente delas. “Conforme os relatos das vítimas que procuraram esta delegacia, ele se utilizava da técnica da hipnose para praticar atos libidinosos”, comentou a delegada do caso Gabriela Vanoni ao G1.

Ao todo, 13 mulheres procuraram a Polícia Civil para denunciar abusos sexuais cometidos pelo psicólogo Jorge Zacarias. O suspeito está preso desde 13 de setembro, após a primeira vítima, uma adolescente de 15 anos, denunciá-lo.

Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o suspeito já havia sido denunciado uma outra vez, em 2013, na cidade de Dourados, pelo crime de estupro. Segundo informações da Folha de S. Paulo, ele havia sido condenado em primeira instância, mas absolvido na segunda.

De acordo com o Campo Grande News, Jorge também tem formação em teologia e atua como pastor evangélico.

Terra