Reprodução

Depois de tantos lançamentos musicais feitos nos dois últimos anos, Zé Felipe aguardava ansioso para cantar os hits em cima dos palcos com a retomada dos shows presenciais após a pandemia de Covid-19. Entretanto, o sucesso do cantor no mundo digital parece não se refletir na vida fora das telas. A informação é do R7.

Desde que assumiu o relacionamento com Virginia Fonseca, em julho de 2020, o artista lançou 10 músicas, fora as participações especiais com grandes nomes do sertanejo, como Simone e Simaria e Gusttavo Lima. Além da quantidade, os números estrondosos — sempre na casa dos milhões no YouTube — marcam o sucesso das canções do sertanejo.

Apesar de estar bombando nas redes sociais, graças as dancinhas virais no TikTok e a ajuda exponencial da mulher, Zé Felipe vem enfrentando algumas polêmicas ao que se refere a adesão do público aos shows.

Em agosto deste ano, segundo informações da jornalista Fabíola Reipert, do quadro A Hora da Venenosa, da Record TV, um show do cantor em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, teria sido cancelado após pouca venda de ingressos. A própria casa de shows onde aconteceria a apresentação explicou a situação nas redes sociais: “Show cancelado devido à baixa adesão na compra de ingressos. Pedimos desculpas aos clientes que adquiriram ingressos antecipados, porém o evento se tornou inviável. O show não teve aceitação do público em Mogi, diferente de outras cidades onde o artista se apresenta, sempre com sucesso de bilheteria”.

No mês passado, surgiram novos rumores de que outro show do sertanejo, mas, desta vez, no Rio de Janeiro, teria sido suspenso porque poucos ingressos foram vendidos. Dias depois, Zé Felipe foi ao Instagram negar a informação. “Falaram que eu tive um show cancelado no Rio de Janeiro por falta de público, mas o único show que tive lá esse ano foi o Garota Vip, do Safadão, os outros foram no interior. Não entendo de onde tiram isso, se é a mente fértil, virar roteirista de novela, o que é. Mas beleza. Decidi por conta própria diminuir a agenda de shows, mas, se eu quisesse, faria shows todos os dias, 40 shows no mês. Eu tenho outras prioridades”, explicou.

Fora do país, a situação não está muito melhor. Recentemente, o cantor se apresentou na Flórida, em Newark e em Boston, mas em um dos eventos a organização chegou até doar os ingressos que não foram vendidos. Uma página de fofocas no Instagram noticiou o ocorrido e uma internauta confirmou: “Estão dando mesmo, eu moro aqui e ontem na portaria do show do Gusttavo Lima estavam doando ingresso do Zé Felipe e tinha gente até recusando porque não ia”.

Também não faz muito tempo que o artista ficou de fora das indicações ao Prêmio Multishow, que elege os melhores do ano na música. Chateada, Virginia usou as redes para reclamar da decisão e defender o marido. “Senti falta do Zé Felipe em pelo menos uma categoria! Mas enfim, vamos esperar ano que vem, às vezes ele pode ser indicado”, escreveu ela.

O último lançamento do cantor, Bandido, também não está atingindo os mesmos números de antes. No início, a música ficou um bom tempo liderando a playlist de mais ouvidas do Brasil nas plataformas de streaming, mas, agora, caiu e ocupa somente a 44ª posição.

 

Portal Correio