Este crescimento representa uma média de 14% mais empregos em relação ao mesmo período do ano passado. (Foto: Reprodução)

Com a chegada dos meses que antecedem as festas de fim de ano e o Natal, o Comércio da Paraíba deverá contratar mais de sete mil temporários até o fim do ano, sendo mais de três mil só em João Pessoa. Nesta segunda-feira (10), a estimativa é do presidente da  Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Paraíba (Fecomércio), Marconi Medeiros.

“Neste final de ano, notaremos um grande movimento de vendas no comércio e nos serviços. Assim, devemos ter um fechamento em 2022 com um grande crescimento de vendas, aumento do PIB e geração de empregos, sobretudo os empregos temporários. Neste aspecto, temos a expectativa, em todo o estado da Paraíba, de ofertar cerca de sete mil empregos temporários do litoral ao sertão, dos quais aproximadamente 3 mil serão na capital”, disse.

Segundo o empresário, este crescimento representa uma média de 14% mais empregos em relação ao mesmo período do ano passado. Para ele, quem busca emprego deve reforçar as apresentações dos currículos nos locais que pretende trabalhar, uma vez que o mês de outubro é propício para os treinamentos nas empresas.

“Esse movimento já começou, pois no mês de outubro é quando as empresas treinam, qualificam e requalificam esses trabalhadores temporários para atender bem a sociedade. Entre os que são contratados neste período do final do ano, aproximadamente 40% são efetivados, tendo em vista que a população cresce anualmente”, destacou.

De acordo com a Federação, o primeiro semestre na Paraíba teve um crescimento bastante elevado, e agora, no último trimestre do ano, as vendas poderão crescer ainda mais, principalmente com eventos como a Copa do Mundo.

“Em outubro, temos o Dia das Crianças, data a qual há um estímulo muito grande nas vendas; em novembro, teremos a Black Friday; e dezembro entra com as vendas do Natal, que é considerada a melhor época para o comércio em todo o país e também na Paraíba. Não podemos esquecer que, ainda em 2022, temos a Copa do Mundo, que estimula também as vendas de televisores.

Além disso, estas empresas também já se preparam para o período com a oferta de produtos de qualidade e com preços excepcionais. “Assim, de acordo com o Índice de Confiança dos Empresários, a classe está animada com as perspectivas para este fim de ano em todo o estado e no país”.

ClickPB