De acordo com o jornal "Yomiuri Shimbun", a senhora conheceu o "astronauta" em junho pelo Instagram. (Foto: Reprodução)

Uma japonesa de 65 anos resolveu procurar a polícia após um suposto astronauta russo entrar em contato com ela pedindo dinheiro. Antes de suspeitar da fraude, a senhora chegou a pagar 4,4 milhões de ienes (cerca de R$ 160 mil) ao golpista, que dizia estar apaixonado por ela e afirmava precisar de auxílio financeiro para voltar à Terra.

De acordo com o jornal “Yomiuri Shimbun”, a senhora conheceu o “astronauta” em junho pelo Instagram. No perfil do golpista, é possível encontrar várias fotos do espaço. Na troca de mensagens, a pessoa afirmou trabalhar na Estação Espacial Internacional, onde os astronautas têm acesso limitado ao serviço de celular.

No LINE, um aplicativo de mensagens japonês, o golpista disse repetidamente que amava a vítima e chegou até a propor casamento. “Quero começar minha vida no Japão”, afirmou, em uma das mensagens, segundo a emissora de TV Asahi. “Dizer isso mil vezes não será suficiente, mas continuarei dizendo. Eu te amo.”

Para que os dois pudessem se casar, entretanto, o tal “astronauta” precisaria voltar para Terra — e foi aí que os pedidos de dinheiro começaram. Acreditando que era necessário custear a viagem de volta do suposto noivo, a mulher pagou os cerca de 4,4 milhões de ienes em cinco parcelas, de 19 de agosto a 5 de setembro.

Quando os pedidos de dinheiro continuaram, no entanto, a senhora começou a suspeitar e resolveu entrar em contato com a polícia. Agora, os oficiais da Delegacia de Polícia Higashiomi, da província de Shiga, investigam o caso.

 

g1