Reprodução

O governador reeleito do Tocantins, Wanderlei Barbosa (Republicanos), declarou nesta segunda-feira (17) apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno da disputa presidencial, marcado para 30 de outubro.

“Nós viemos do Tocantins acompanhados de deputados eleitos para hipotecar o apoio dos tocantinenses, daqueles que nos acompanharam, na jornada daqui até o dia 30”, afirmou Barbosa. “Com essa ideia, com esse pensamento firme de ajudá-lo a ser reeleito para o bem do Brasil e para o bem do Tocantins”, completou.

As declarações foram dadas no Palácio da Alvorada. “Muitas pautas nos unem: a nossa formação religiosa, nosso respeito pela família, nosso compromisso de um Brasil maior, com livre mercado e respeito pela liberdade. Agradeço o apoio do Wanderlei nesse momento para decidir qual Brasil a gente quer para nós”, disse Bolsonaro.

Mais cedo, o candidato à reeleição recebeu o apoio do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio (PSDB) e do ex-governador do Rio Grande do Norte José Agripino (União Brasil).

Na avaliação de Virgílio, declarar apoio à reeleição de Bolsonaro é o que ele entende por “mais justo”. “Quando Lula disputou com [o ex-presidente Fernando] Collor no segundo turno, eu chefiei a campanha de Lula no Amazonas. Eu entendia que era melhor ele do que o Collor. Dessa vez, eu entendo que não. Entendo que aqui [com Jair Bolsonaro] é melhor”, disse o ex-prefeito.

Os cantores Gusttavo Lima e Leonardo também declararam apoio a Bolsonaro. Os artistas se reuniram com o chefe do Executivo e outras personalidades e políticos no Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta segunda-feira.

“Eu venho aqui, trazer, do fundo do meu coração, o meu apoio ao presidente Jair Bolsonaro”, disse Leonardo. Em seguida, Lima conclamou os seguidores a também declarar apoio ao atual presidente.

 

r7