FOTO: Reprodução

Polícia Federal (PF) prendeu, nesta quarta-feira, 19, um homem suspeito de integrar um grupo hacker internacional que invadiu o site do Ministério da Saúde no final 2021. O suspeito de integrar a organização denominada Lapsus Group foi preso em Feira de Santana-BA. Além do Ministério da Saúde, também foram alvos dos criminosos o Ministério da EconomiaControladoria-Geral da União e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a PF, as investigações foram iniciadas ainda em dezembro do ano passado, quando ocorreu o ataque. Na ocasião, a nuvem da pasta de Saúde foi invadida e teve arquivos e dados deletados. Além disso, o sistema ConectSUS, responsável pelo Certificado Nacional de Vacinação, parou de funcionar. O usuário que acessava o site do órgão encontrava um aviso dizendo que os seus dados haviam sido copiados e excluídos.

O homem não teve a identidade revelada e deverá responder por organização criminosa, invasão de dispositivo informático e interrupção ou perturbação de serviço telegráfico, radiotelegráfico ou telefônico. A PF diz ter constatado a prática de corrupção de menores e lavagem de dinheiro. Segundo o órgão, o grupo também foi responsável por invadir sistemas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, da Localiza Rent a Car, além de diversos outros na América do Sul, Estados Unidos e Europa, abrangendo a Sociedade Independente de comunicação, canal televisivo privado em Portugal, o grupo Impresa, Electronic Art, Globant, Microsoft Azure, Nvidia, entre outras.

 

Jovem Pan