Reprodução

Após a campanha do candidato petista ao governo de Santa Catarina divulgar um áudio de 2018 atribuído a Luciano Hang, que teria sugerido a demissão de professores, o empresário se pronunciou e indicou que suas falas foram distorcidas. O conteúdo é de uma reunião de Hang com o secretário da Fazenda catarinense, Paulo Eli.

Na ocasião, empresários da indústria têxtil estavam rejeitando a elevação de 5% do imposto sobre o setor e o empresário teria sugerido a demissão e o atraso no pagamento de salários de professores.

Em entrevista à Jovem Pan News, Luciano Hang se defendeu sobre o episódio, e alega que a divulgação do conteúdo é criminosa, principalmente por se tratar do período de campanha eleitoral: “Se trata de um crime político. Você pegar dentro de um áudio aquele momento ali, usar isso contra o governador do PL, o Jorginho Mello, colocando a minha figura junto com o presidente para tentar difundir isso por todo o Brasil e jogar a classe de trabalhadores dos professores contra a minha pessoa para beneficiar o candidato deles”.

 

Jovem Pan