Antes mesmo de começar a votação do segundo turno das eleições no Brasil, Nova Zelândia, Austrália, Coreia do Sul e Japão encerraram o processo eleitoral na madrugada deste domingo (30/10). O primeiro local a encerrar a votação foi a Nova Zelândia, ainda às 1h no horário de Brasília, 17h no horário local.

Os brasileiros aptos a votar no exterior só podem exercer o voto para presidente da República. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 697 mil brasileiros estão inscritos para votar fora do Brasil.

O resultado oficial da votação no exterior só será divulgado pelo TSE às 17h, no horário de Brasília. No entanto, fotos dos boletins de urna, compartilhados nas redes sociais, afixados nas entradas das seções eleitorais já adiantam o resultado.

Os boletins de urna preliminares apontam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu 389 votos contra 164 do presidente Jair Bolsonaro (PL) na Nova Zelândia. Na Austrália, o petista teve 1.811 votos e Bolsonaro, 1.145. Na Coreia do Sul, foram 126 votos para Lula e 70 para Bolsonaro. Na China, Lula também venceu com 199 votos, contra 146 de Bolsonaro. Já no Japão, a preferência foi pelo Bolsonaro, que teve 3.488 votos, contra 651 de Lula.

No primeiro turno, Lula saiu na frente no exterior com  138 mil votos, enquanto Bolsonaro recebeu 122 mil votos.

 

Correio Braziliense