Cerca de 250 kg de óleo em formato de ‘bolotas’ foram recolhidos ontem (03) em quatro praias localizadas na Área de Proteção Ambiental (APA) da Barra do Rio Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba. Conforme trouxe o ClickPB, desde a quarta-feira moradores e pesquisadores da região foram surpreendidos pelo aparecimento de óleo em excesso. A região é berço de um projeto de reintegração do peixe-boi marinho.

De acordo com o chefe do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) Mamanguape, Orlando Santos, as buscas têm sido realizadas por cerca de 30 servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação Ambiental (ICMbio), órgão vinculado ao Ibama, e também por colaboradores da Fundação Mamíferos Aquáticos, responsável pelo projeto ‘Viva o Peixe Boi-Marinho’.

As prefeituras de Marcação e Rio Tinto, onde ficam localizadas as praias, e a Sudema foram informadas sobre o caso.

Na manhã desta sexta (04) a maioria das praias atingidas já estava livre do material, porém o monitoramento segue acontecendo. Além das buscas terrestres nas praias de Coqueirinho do Norte, Barra do Mamanguape, Campina e Outeiro, está ocorrendo a fiscalização no mar com o auxílio de embarcações.

 

Joaquim Neto