Ângela Machado, diretora de Responsabilidade Social do Flamengo (Foto: Reprodução)

Ângela Machado, diretora de Responsabilidade Social do Flamengo, se manifestou após os ataques preconconceituosos que fez a nordestinos. Ela, que também é esposa do presidente do clube, Rodolfo Landim, se desculpou pelas falas em publicação nesta quinta-feira (3).

Após o resultado da votação para presidente do Brasil, que elegeu Luís Inácio Lula da Silva no domingo (30), Ângela fez uma publicação preconceituosa contra nordestinos na própria rede social. A região deu a maioria dos votos ao político, que é nascido em Pernambuco.

Ângela escreveu no Instagram: “Ganhamos onde se produz, perdemos onde se passa férias, bora trabalhar, pq (sic) se o gado morrer o carrapato passa fome.” Pelas declarações, a diretora foi alvo de críticas. Marido e presidente do Flamengo, Rodolfo Landim defendeu a esposa, mas disse que o assunto não era problema dele.

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) acatou uma denúncia contra a diretora nesta quarta-feira (3). Ângela Machado, que é natural de Sergipe, deve ser ouvida nas próximas semanas.

Leia o pronunciamento:

“Me chamo Ângela Machado, nascida e criada em Aracaju, Sergipe, onde vivi por mais de 28 anos. Lá, ainda vivem minha mãe e parentes, além de muitos amigos sergipanos. Tenho muito orgulho da minha cidade e de ser nordestina.

Ao menos três vezes por ano vou com meus filhos e meu marido para minha cidade natal. Além de outras cidades do nordeste.

No último fim de semana, após as eleições, circularam muitas postagens com reclamações sobre o resultado das urnas. Não escrevi nenhuma dessas postagens que circularam. Mas, no calor da situação, compartilhei algumas mensagens e postagens e, entre elas, havia uma que citava de forma preconceituosa os meus conterrâneos nordestinos.

Peço desculpas pelo meu erro, reconheço e respeito o processo democrático e o resultado das urnas. E torço para que o próximo governo tenha êxito pelo bem do nosso país, independente de qualquer ideologia.

Peço desculpas também ao povo nordestino, aos sergipanos e a todos que, de alguma forma, feri com meus atos. E, inclusive minha família, com quem me desculpei diretamente.”

 

Diário do Nordeste