O Ministério Publico também investiga mais quatro funcionários da Prefeitura (Foto: Divulgação)

A Promotoria de Justiça de Santa Rita abriu um procedimento preparatório para investigar a existência de funcionários fantasmas no gabinete do vereador Jackson Alvino Panta.  Entretanto, esse não é o único caso da administração pública daquela cidade. O Ministério Publico também investiga mais quatro funcionários da Prefeitura por suspeita de receber salário, mas não dar expediente.

A Promotora de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, Anita Bethânia Silva da Rocha, instaurou em agosto um inquérito para investigar os servidores Arlington Almeida Leite Cavalcante, Erony Felix da Costa, Lucas Falcão Cabral Romão e Arthur Guedes Vasconcelos Souza.

Atualmente mais de 30% dos funcionários da Prefeitura de Santa Rita não são efetivos, ou seja, ou são comissionados ou contratados em excepcional interesse público.

Mônica Melo/Click