Geraldo Alckmin (PSB) e Lula (PT) RICARDO STUCKERT - 29.6.2022

De férias, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deverá participar da conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, a COP-27. O evento, que começará no dia 6 de novembro e irá até o dia 18, terá a presença do petista à partir do dia 14 deste mês. O presidente eleito foi convidado pelo presidente do Egito, Abdel Fattah Saeed. Lula fará parte da comitiva do governo do Estado do Pará, que integra o Consórcio de governadores do norte. Será o primeiro compromisso do novo chefe do Executivo como presidente eleito para o mandato de 2023, o terceiro do ex-metalúrgico. Antes de Lula, membros do Partido dos Trabalhadores (PT) vão até a COP-27, entre eles o ambientalista e deputado federal Nilton Tatto e o senador Jean Paul Prattes. Entre as companhias do petista está Simone Tebet (MDB), senadora e ex-presidenciável que declarou apoio ao ex-metalúrgico no segundo turno das eleições, além da deputada federal eleita Marina Silva (Rede-SP). Além da COP, Lula planeja outras viagens, como uma ida à Argentina, Estados Unidos, Europa e China. As datas, porém, ainda não foram agendadas. A intenção do presidente eleito é de aproveitar o interesse internacional sobre as recém finalizadas eleições brasileiras para “reinserir o país no mundo”.