Túnel foi encontrado a 15 metros de profundidade durante escavações em templo no Egito

Um túnel encontrado a 15 metros de profundidade na região do templo de Taposiris Magna, no Egito, pode ser mais uma prova que leve os especialistas até o túmulo de Cleópatra.

A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidad Autónoma de Santo Domingo, da República Dominicana, durante trabalhos de escavação no Templo de Taposiris Magna, perto da antiga cidade de Alexandria.

Segundo o órgão, os achados foram feitos há cerca de dois meses e o túnel, que também funcionava como um aqueduto, tem mais de 1,3 quilômetro de comprimento.

Inscrições encontradas nas paredes do túnel são analisadas pela equipe de pesquisadores. Duas cabeças de esfinges de alabastro e uma estátua do período do ptolemaico também foram achadas e estão sob análise dos especialistas.

Os pesquisadores afirmaram que o túnel encontrado é uma “réplica exata” do Túnel de Eupalino, encontrado na Grécia e considerado Patrimônio Cultural da Unesco.

O posicionamento do túnel dentro das paredes do templo é considerado um sinal de que o túmulo da última rainha do Egito e do amante dela, Marco Antônio, podem estar sob o templo.

“Esse túnel é extremamente importante. É 270 metros mais longo do que o túnel de Eupalinos e vai do Lago Mariout até o mar mediterrâneo”, afirmou a pesquisadora Kathleen Martinez ao jornal egípcio Ahram Online.

Ela e o governo egípcio consideraram o achado um “milagre arquitetônico”.

“Depois de três meses analisando a área, percebi que esse é o lugar perfeito para o túmulo de Cleópatra. Ninguém tinha levantado essa ideia anteriormente, mas, se há 1% de chance de que a última rainha do Egito esteja enterrada aí, é meu dever procurar por ela”, afirmou em entrevista ao site Heritage Key.

 

Uol