Camilla Carmem da Silva tem 17 anos (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Uma estudante da Escola Cidadã Integral Técnica Durval Guedes, em Pitimbu, Região Metropolitana de João Pessoa, está entre os 50 selecionados do Programa Jovens Embaixadores 2023. Camilla Carmem da Silva, de 17 anos, viajará em janeiro para intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos.

O programa é patrocinado pela Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil, que conta com o apoio de parceiros nos setores público e privado. Este ano, a seleção contemplou representantes de 25 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Ao Portal Correio, Camilla conta que soube do programa através de gestores da ECIT Durval Guedes. Os profissionais ajudaram a aluna durante todo o processo de seleção, que começou em agosto.

“A motivação para me inscrever no programa veio da possibilidade da troca cultural e necessidade de mostrar o potencial da minha comunidade”, conta Camilla.

A programação do Programa Jovens Embaixadores 2023 acontecerá de 10 a 29 de janeiro. Primeiro, os selecionados passarão por uma orientação pré-partida e entrevista de visto em Brasília. No dia 13 de janeiro, eles embarcarão para a capital dos EUA, Washington, D.C.

Já no Estados Unidos, os estudantes serão divididos em grupos menores para uma experiência em outras cidades, onde participarão de atividades como oficinas sobre liderança e empreendedorismo, projetos de impacto social, reuniões com representantes do governo norte-americano, visitarão escolas da região e farão apresentações sobre o Brasil.

“Estou extremamente feliz e espero que essa viagem seja engrandecedora”, celebra Camilla.

Uma das principais vantagens do intercâmbio será o contato e prática com a língua inglesa. A estudante de Pitimbu não teve oportunidade de realizar cursos particulares de idiomas, mas conta que sempre se esforçou para aprender inglês sozinha. “Minha mãe sempre foi uma grande inspiração na minha trajetória como estudante. Ela começou a trabalhar cedo e não conseguiu se formar, por isso sempre me incentivou a estudar”, lembra Camilla.

A experiência nos Estados Unidos também poderá ajudar a jovem a definir qual carreira pretende seguir. “Estou entre os cursos de Letras – Inglês e Relações Internacionais. Fui definitivamente muito influenciada pelo meu professor de inglês, Edvaldo Lira, que é uma das minhas inspirações”, diz.

Programa Jovens Embaixadores

O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa que leva estudantes de Ensino Médio da rede pública de todas as partes do Brasil para um intercâmbio de três semana nos EUA.

Anualmente, são selecionados estudantes que pensam criativamente para desenvolver uma ideia, um produto ou serviço com o objetivo de beneficiar não somente a si próprio, mas também a sua comunidade. As ações empreendedoras desses jovens têm como foco inclusão social, educação, cultura, crédito comunitário, mobilidade urbana, igualdade de gênero e raça, meio ambiente, empoderamento jovem, necessidades especiais, cooperativas em geral, etc.

Criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil em 2003, o programa conta com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), das Secretarias Estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-EUA e da USBEA – rede de ex-bolsistas de programas de intercâmbio do governo norte-americano. Também apoiam a iniciativa as empresas FedEx, MSD e SMTour.

O Jovens Embaixadores é implementado em todos os países do continente americano e conta, ainda, com um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina.

Em 21 anos de história, 748 jovens brasileiros de todo o Brasil já participaram do programa.

 

Portal Correio