Reprodução

A copa do Mundo do Catar deve provocar uma intensa movimentação no turismo nacional, mesmo sendo realizada no Catar (Emirados Árabes), do outro lado do mundo. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor de bares e restaurantes deve contratar, temporariamente, mais de 7,7 mil pessoas e injetar R$ 864,49 milhões na economia do Brasil durante a realização da competição. O montante equivale a um aumento de 8,3% em comparação com a última copa, realizada em 2018 na Rússia.

O número de vagas a serem criadas para o período também deverá ter alta, ultrapassando os 40% em comparação com a última competição, que registrou cerca de 5.480 mil contratações. Ainda de acordo com a entidade, entre os profissionais que devem ser contratados para o período estão garçons e auxiliares, atendentes de lanchonetes e cozinheiros, que respondem a mais da metade dos trabalhadores do segmento.

O setor de turismo engloba mais de 50 segmentos em sua cadeia produtiva, entre elas o de bares e restaurantes, e após os impactos da pandemia de Covid-19, tem se restabelecido. O Rio de Janeiro (RJ) é um dos locais que vem demonstrando crescimento, principalmente no turismo de negócios, atribuído à grande realização de congressos, simpósios e conferências. De acordo com dados do Rio Convention Bureau, houve um crescimento de 490% desses eventos no estado, durante este ano.

O segmento gerou mais de US$ 217 milhões de dólares para a cidade desde janeiro e outubro de 2022. O Rio Convention aponta ainda que foram realizados 112 eventos no Rio, 40% deles na área de saúde. Esses encontros ajudaram a recolher US$ 10 milhões de dólares em Imposto sobre Serviços (ISS).

São Paulo também demonstrou crescimento no setor de serviços – o maior em 12 anos, impulsionado principalmente pelo turismo, hospedagem, eventos e assemelhados, que somaram alta de 136,7% no primeiro semestre de 2022, de acordo com o levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

O Turismo registrou faturamento de R$ 525 milhões superior ao que foi registrado em 2021. No acumulado de 12 meses, o saldo positivo é de 116,1%. Já no ano, a alta registrada é de 148,1% – R$ 3,2 bilhões a mais que no mesmo período do ano anterior.

 

GovBR