Agência Nacional do Petróleo (ANP)

A produção nacional de petróleo e gás natural alcançou, em outubro, o maior volume já registrado. As petroleiras extraíram 4,18 milhões de barris por dia no mês, segundo dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgados nesta sexta-feira (18).

O país só ultrapassou a marca de 4 milhões de barris em duas outras ocasiões: em janeiro de 2021, quando foram extraídos 4,04 milhões; e em setembro de 2022, 4,05 milhões.

Aproximadamente 75,2% da produção nacional de outubro foi extraída no pré-sal. Os campos com maior produção são: Tupi, Búzios e Mero –todos operados pela Petrobras, na Bacia de Santos, no litoral de São Paulo e Rio de Janeiro.

A estatal respondeu por 65,4% da produção no mês. A Petrobras tem participação em 104 campos de produção de petróleo e gás natural.

A brasileira é seguida por Shell (12,5%), TotalEnergies (4,2%), Petrogal (3,3%) e Repsol Sinopec (1,9%) –companhias internacionais com atuação no país. As 5 empresas têm foco no pré-sal.

Poder 360