Bolsa de Valores - B3, São Paulo. Touro dourado | Sérgio Lima/Poder360 16.nov.2021

O Ibovespa, índice da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), destoa dos mercados de ações internacionais desde as eleições de 2022. Acumula queda de 4,2% de 28 de outubro, último pregão antes do pleito, até segunda-feira (21.nov.2022). Os principais índices dos países desenvolvidos e emergentes registraram alta no período.

O índice havia subido 3,2% na 1ª semana pós-eleições, mas a lua de mel do mercado com o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não durou muito tempo.

Enquanto o Ibovespa recuou 4,2% desde as eleições, o Dow Jones, dos Estados Unidos, subiu 2,6% no mesmo período. O Euro Stoxx 50, da Zona do Euro, avançou 8,2%. O DAX, da Alemanha, teve alta de 8,6%. E o FTSE 100, do Reino Unido, expandiu 4,7%.

Um dos motivos é a iniciativa de aumentar as despesas públicas, com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) fura-teto para custear promessas de campanha, como aumento permanente do Bolsa Família para R$ 600. O texto que ainda não foi apresentado pode romper o limite de gastos em R$ 198 bilhões.

Poder360