O Azerbaijão disse neste domingo (4) que as Forças Armadas armênias bombardearam sua segunda cidade, Ganja, em uma nova escalada do conflito no sul do Cáucaso.

A Armênia negou ter disparado contra o Azerbaijão.

No entanto, o líder de Nagorno Karabakh, uma região de maioria étnica armênia dentro do Azerbaijão, disse que suas forças destruíram uma base aérea militar localizada em Ganja.

“As unidades militares permanentes localizadas nas grandes cidades do Azerbaijão a partir de agora se tornam os alvos do Exército de defesa”, disse o líder de Karabakh, Arayik Harutyunyan.

O Ministério da Defesa azeri disse que as cidades de Terter e Horadiz, perto da fronteira com Nagorno Karabakh, estavam sob bombardeios intensos.

Os militares da região separatista afirmaram que sua capital, Stepanakert, também estava sob bombardeio.

No sábado (3), a Armênia anunciou a morte de 51 soldados no sétimo dia de combates entre separatistas da região de Nagorno Karabakh e as forças do Azerbaijão.

A lista dos 51 militares mortos foi publicada no site do governo armênio. O balanço parcial dos combates registra 242 mortes dos dois lados.

A disputa se dá pela região de Nagorno Karabakh, que pertence ao Azerbaijão, mas a maioria da população é de etnia armênia.

G1