O candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Anísio Maia, comemorou a decisão do juiz da 64ª Zona Eleitoral, Fábio Leandro de Alencar Cunha, que deferiu o registro de candidatura dele e de seu vice, Percival Henriques (PCdoB) nesta segunda-feira (5). Nela, o magistrado deu validade à integra da ata da convenção municipal do partido e determinou a exclusão de Antônio Barbosa (PT) da condição de vice na chapa do candidato a prefeito pelo PSB, Ricardo Coutinho.

Segundo Anísio, a decisão tomada pelo juiz Fábio Leandro foi coerente e mostra não só a legalidade do processo que o homologou a candidato em convenção respeitando a maioria absoluta do partido, como também um aceno de que a Justiça Eleitoral na Paraíba respeita o rigor da Lei.

“A decisão da Justiça confirma o que já afirmei várias vezes, a nossa convenção e preparação de nossa candidatura foi feita com toda legislação, seguindo ponto por ponto. Agradeço a Justiça Eleitoral por mostrar que aqui no nosso estado existe uma Justiça que trabalha seguindo rigorosamente a Lei”, disse ele em entrevista ao Sistema Correio de Comunicação.

Antônio Barbosa diz que vai recorrer

Já o pestista, que após o despacho virou ex-candidato a vice na chapa do PSB, Antônio Barbosa, disparou contra a decisão do juiz e afirmou que a Justiça Eleitoral não tem o direito de intervir nas decisões internas da Executiva Nacional e que vai recorrer.

“Não cabe a Justiça imiscuir na vida partidária dos partidos para dizerem o que eles devem ou não devem fazer. A decisão política é tomada pelo partido e o nosso tem uma legislação interna, uma legalidade interna consolidada”, apontou Barbosa.

WS Com