A Paraíba confirmou oito mortes causadas por dengue, zika e chikungunya em 2020, conforme dados do Boletim Epidemiológico das Arboviroses, divulgado nesta sexta-feira (9) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O documento aponta que a dengue lidera os registros de infecção das doenças, com 5.906 casos prováveis; seguido pela chikungunya, com 1.580 notificações; e zika, com 300.

De acordo com o boletim, as regiões de saúde com maior incidência de arboviroses são a 13ª, 4ª e 15ª, localizadas no Sertão, Borborema e Agreste, respectivamente.

O boletim também aponta uma redução dos casos prováveis de dengue, quando comparados ao mesmo período do ano de 2019, que passaram de 17.200 para 5.906.

A diminuição também acontece com os casos prováveis de zika, que passaram de 408 para 300. Já os casos prováveis de chikungunya mostram um aumento, com uma alta de casos que passaram de 1327 para 1580.

A técnica da SES responsável pelas arboviroses, Carla Jaciara, explica que a queda do número de notificações reflete o receio da população em procurar o serviço devido à pandemia do novo coronavírus.

Fonte: G1