Consta na decisão que a Coligação “POR PILÕEZINHOS VALE A LUTA” do candidato a prefeito Marcelo do Sindicado e o vice Beto Barbosa, foi acusada de promover aglomerações em que aponta o suposto descumprimento das regras referentes à propaganda eleitoral em meio ao cenário de pandemia da COVID-19.

A juíza eleitoral encerrou a questão lembrando que não cabe a este juízo o controle do exercício das atribuições de polícia administrativa sanitária, tampouco a efetivação dos comandos do decreto estadual suscitado.