A professora Amanda Steele, de 35 anos, foi condenada a 90 dias de prisão por fazer sexo com um jovem de 17, em 2016. A sentença, proferida no início desta semana em Idaho, nos Estados Unidos, ainda prevê que a condenada cumpra 300 horas de serviços comunitários e pague US$ 4.671 (cerca de R$ 25 mil) em taxas e multas. As informações são do jornal The Sun.

Além dos 90 dias de prisão, o juiz distrital Darren Simpson também a condenou a sete anos em liberdade condicional, exigindo o bom comportamento da acusada.

De acordo com as investigações, a mulher teve relações sexuais com o adolescente enquanto ele faltava em aulas da escola e do seminário. Durante o julgamento, o adolescente confirmou as informações, mas alegou que os atos foram consensuais.

Inicialmente, Amanda foi acusada por três crimes de agressão sexual infantil cometida por conduta obscena, mas a sentença foi alterada após um acordo judicial. No julgamento, a mulher se declarou culpada por apenas duas acusações de lesão corporal contra um adolescente.

Ainda conforme Amanda, ela teve ao menos dois encontros sexuais com o jovem, sendo um na casa do adolescente e outro na casa dela.

Mesmo com o jovem afirmando que houve consenso nas relações, os promotores prosseguiram com a denúncia pois a lei do estado de Idaho prevê que um menor de 16 e 17 anos não pode consentir em fazer sexo com adultos cinco anos mais velhos do que eles.

Isto É

Facebook Comments