O almirante Flávio Rocha, que comanda a SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos) do Palácio do Planalto, foi diagnosticado com covid-19. Ele está em Brasília, onde cumpre isolamento social.

Eis a íntegra da nota (170 kb). Segundo o documento, Rocha passa bem e não chegou a apresentar os sintomas clássicos da covid-19. Ele recebe o chamado tratamento precoce, à base de hidroxicloroquina, azitromicina, zinco e vitamina D. Além disso, continuou o consumo de ivermectina a cada 15 dias – tratamento iniciado preventivamente há cerca de 3 meses

O tratamento de hidroxicloroquina não tem eficácia comprovada contra a doença, conforme estudos clínicos.

Rocha é uns dos nomes mais próximos do presidente Jair Bolsonaro no governo. Ele foi nomeado em 14 de fevereiro de 2020, dia em que Bolsonaro fez uma série de mudanças na SAE. O presidente demitiu, a pedido, o então chefe da pasta Bruno César Grossi de Souza.

Na mesma data, publicou decreto no qual vinculou a secretaria diretamente ao chefe da República. Antes, a pasta era ligada à Secretaria Geral, comandada pelo ministro Jorge Oliveira. Além disso, transferiu as competências da assessoria especial da Presidência para o guarda-chuva da SAE.

MSN