WASHINGTON (Reuters) – Após meses de negociações e atrasos, o Senado dos Estados Unidos se aproximava nesta segunda-feira de finalizar um projeto de gastos de 1 trilhão de dólares em infraestrutura, com uma votação sobre a aprovação do acordo bipartidário possivelmente na terça-feira.

A legislação, no topo da agenda doméstica do presidente Joe Biden, passou por um importante obstáculo processual no domingo, quando o Senado votou por 69 a 28 para dar suporte às provisões contidas no plano de 2.702 páginas.

O Senado também votou por 68 a 29 para limitar mais debates a um máximo de 30 horas, abrindo espaço para uma potencial votação sobre a aprovação na terça-feira.

Ainda não está claro se os senadores vão chegar a um acordo sobre o debate de mais emendas além das quase duas dezenas votadas na semana passada.

O projeto de gastos é popular entre muitos parlamentares por causa do dinheiro do governo que ele levará a seus Estados natais.

O objetivo é reparar, expandir e melhorar estradas, pontes, sistemas hidráulicos e escolas, também expandindo serviços de internet de alta velocidade.