A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou neste sábado (4) a interdição cautelar de lotes da CoronaVac, proibindo a distribuição e uso de lotes que foram envasados em uma fábrica não aprovada na autorização de uso emergencial da vacina.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba (SES-PB), a Paraíba recebeu dois lotes da vacina que foram suspensos pela Anvisa e notificou os municípios sobre a suspensão da aplicação desse imunizante de acordo com os lotes recebidos.

A orientação do Ministério da Saúde é que as cidades que receberam os lotes citados, suspendam a utilização dos mesmos e que mantenham as doses reservadas, conservando em temperatura entre 2ºC e 8º C até nova orientação do órgão federal.

Em nota, a agência explicou que, nesse caso, “configura-se em produto não regularizado junto à Anvisa”, necessitando de atuação imediata para “mitigar um possível risco sanitário” à população.

A medida foi publicada neste sábado em edição extra do Diário Oficial da União.

 

Do PB Agora