Começou a tramitar no TJ de SP ação movida pelo compositor e cantor Valfredo dos Santos Filho contra, veja só, Edir Macedo e outros interessados.

Santos Filho alega ser o autor da canção “Ao vencedor”. Diz que a registrou em 1994, mas que tomou conhecimento de seu uso pela Igreja Universal, de Macedo, apenas em 2000.

Que nesse meio tempo comunicou a questão à Associação Brasileira de Música e Artes (ABRAMUS) e ao Escritório Central de Arrecadação (ECAD). Em 2015, seu nome passou a constar como autor e único dono da canção.

O problema, segundo o compositor, é que a música segue sendo usada nas Igrejas da Universal, contando como intérpretes Giovani Santos e Edir Macedo.

Na ação, Santos Filho pede que a Universal divulgue seu nome como autor da obra, além de R$ 550 mil de danos morais, além de possível dano material a ser calculado.

O caso está na 2ª Vara de Ubatuba.

 

 

De O Globo