A educação tecnológica deve ter um grande salto em 2022. É o que prevê o coordenador de relações institucionais de um centro de ensino a distância em João Pessoa, Tiago Bernardino. “Percebemos o surgimento de uma grande demanda por profissionais da área de tecnologia em 2021, então, nossa aposta é que a educação tecnológica terá um grande salto no próximo ano”. Segundo ele, as perspectivas para 2022 são de um grande crescimento desta categoria educacional.

“Com a retomada da economia e o retorno gradativo da normalidade, há uma tendência do mercado de retomar o crescimento e com isso os postos de emprego, que, por consequência, atraem a necessidade de qualificação para atender às novas demandas do mercado”, destacou. Para Tiago, a modalidade de ensino EaD atingiu sua consolidação no país em 2021.

“Após o conturbado período de adaptação de toda a sociedade à educação a distância em 2020, neste ano passamos por um processo de aprimoramento das metodologias EaD e uma melhor adaptação da população ao método”, disse. Tiago afirmou que isso fez com que essa modalidade de ensino se tornasse ainda mais procurada e que, atualmente, a viabilidade e os benefícios dela imprimiram maior adesão da população, que se sente mais segura em estudar sem precisar sair de casa.

Tiago trabalha no Centro de Ensino a Distância Educa Nexus, que vem alcançando altos níveis de crescimento no ramo educacional. “Nos determinamos a levar educação de qualidade a um preço justo para um maior número de pessoas possíveis. A partir dos contatos firmados em 2021, com a participação na Expo Dubai 2021, o Nexus está levando o seu know-how em educação a distância para países da Europa e nos Emirados Árabes”, pontuou.

Ele ainda ressaltou que, para além disso, a instituição se consolidou como a maior instituição de EJA EaD do Nordeste. “Pretendemos, através de parcerias que estão sendo firmadas com outras instituições, levar o método de ensino Nexus para outras escolas no Brasil, o que fará do Centro Educa Nexus a maior escola especializada em EJA do país”, completou.

 

Positiva Comunicação