O governador Rui Costa afirmou nesta quinta-feira (31) que vai aceitar qualquer ajuda oferecida por governos de outros países às cidades atingidas pelas chuvas na Bahia, mesmo com a recusa do governo federal. A declaração foi dada após um apoio oferecido pela Argentina ser recusada pelo governo de Jair Bolsonaro.

“A Argentina ofereceu ajuda humanitária às cidades afetadas pelas chuvas na Bahia, apesar da negativa do Governo Federal. Me dirijo a todos os países do mundo: a Bahia aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento”, escreveu Rui nas redes sociais.

Ele continuou: “Os baianos e brasileiros que moram aqui no estado precisam de todo tipo de ajuda. Estamos trabalhando muito, incansavelmente, para reconstruir as cidades e as casas destruídas, mas a soma de esforços acelera este processo, portanto é muito bem-vinda qualquer ajuda neste momento”.

O presidente Jair Bolsonaro comentou mais cedo que o “fraterno oferecimento argentino” não é necessário no momento, porque as Forças Armadas e a Defesa Civil já prestavam o tipo de assistência oferecido à população afetada.

Bolsonaro disse ainda que “o governo brasileiro está aberto a ajuda e doações internacionais” e disse que o Itamaraty aceitou doações da Agência de Cooperação do Japão (JICA) de barracas de acampamento, colchonetes, cobertores, lonas plásticas, galões plásticos e purificadores de água.

A Argentina pretendia enviar profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para ajudar os moradores baianos, mas o Ministério das Relações Exteriores negou o apoio.

As chuvas na Bahia deixaram pelo menos 24 mortos até agora.

Fonte: Correio 24 horas