A vice-presidente do PSDB na Paraíba, deputada estadual Camila Toscano, afirmou em entrevista concedida à imprensa, que caso a federação ocorra entre o seu partido e o Cidadania – e este fique com o comando partidário no Estado – ela deixará a legenda, até porque faz oposição na Assembleia Legislativa ao governador João Azevêdo, que é filiado ao Cidadania.

“Eu fico no PSDB, a não ser que haja essa federação que está se especulando e o nosso partido se una com um partido que não vá pensar e seguir o caminho que nós temos hoje, que é de oposição ao governador da Paraíba”, disse.

Mas, pode ser que a deputada fique, caso o PSDB fique no comando da federalização na Paraíba.

“Vai depender de quem ficar no comando, porque não faz sentido ficar nesta federação com o Cidadania no comando. Desde o começo que eu venho combatendo esse governo, que na verdade é um desgoverno. Então, a preço de hoje, não quero mudar do PSDB e só mudaria se a legislação nacional vier a nos obrigar a sair do partido”, explicou a deputada.

Halcedama Borba