O Tribunal de Justiça da Paraíba esclarece que o trabalho da Justiça paraibana não vai parar, apenas será feito parcialmente virtual. Os servidores seguirão escalas de rodízio cumprindo o expediente normal de forma presencial ou virtual, bem como os magistrados continuarão a realizar audiências e proferir sentenças.

A decisão de adiar para 28 de março o expediente 100% presencial se deu em consequência do grande número de servidores e magistrados acometidos de Covid-19 ou da gripe H3N2, mas não haverá interrupção de atendimento. O TJPB esclarece ainda que enquanto funcionou o trabalho remoto houve aumento da produtividade no Poder Judiciário paraibano.

As sessões do Pleno e das Câmaras Cível e Criminal também continuarão a acontecer de forma virtual e através de vídeoconferência, de modo que tudo funcionará visando a manutenção da prestação jurisdicional, como tem sido desde o início da pandemia.