As comitivas da Ucrânia e da Rússia estão neste momento em Belarus para uma primeira negociação entre os dois países, de acordo com a assessoria do presidente ucraniano Volodimir Zelenski. A conversa deve se concentrar em alcançar um cessar-fogo imediato e a retirada das forças russas, afirma a presidência ucraniana em comunicado.

O encontro acontece na cidade de Gomel, na Belarus, perto da fronteira com a Ucrânia. É a primeira vez que representantes dos dois países se reúnem desde o começo da invasão que começou no dia 24 de fevereiro.

A presidência da Ucrânia informou neste domingo (27) que concordou em dialogar com a Rússia e que as discussões ocorrerão na fronteira do país com Belarus, perto de Chernobyl. A decisão foi tomada após mediação do presidente de Belarus, Alexander Lukashenko.

“A delegação ucraniana se reunirá com a [delegação] russa sem estabelecer condições prévias na fronteira ucraniana-belarussa, na região do rio Pripyat”, disse a presidência ucraniana nas redes sociais.
Kremlin

O Kremlin não quer revelar sua posição antes das negociações que devem começar em breve com a Ucrânia, afirmou nesta segunda-feira o porta-voz do Kremlin.

“Não vou anunciar nossas posições. As negociações devem acontecer em silêncio”, explicou Dmitri Peskov durante o encontro diário com a imprensa.

“Vamos deixar que os negociadores se estabeleçam”, completou.

 

R7