Jogador se recupera de lesão séria no joelho em sua cidade, com rotina de fisioterapia e academia, e aproveitou sua estadia na Paraíba para fazer reunião de negócios.

Não há nada melhor do que estar em casa quando se atravessa uma fase mais complicada na carreira. Essa foi a ideia do atacante do Atlético de Madrid, Matheus Cunha, que está em João Pessoa, na Paraíba, sua terra natal, para seguir o tratamento de uma lesão grave que teve no joelho direito em uma partida do Campeonato Espanhol, em fevereiro.

O jogador, que vinha atuando sempre pelo clube madrilenho, seja entrando no segundo tempo ou como titular, também vinha sendo presença constante na Seleção de Tite. Mas tem estado fora de combate desde o jogo contra o Levante, pelo Espanhol. Na partida, Cunha sofreu um entorse no ligamento colateral medial do joelho direito, no dia 16 de fevereiro. O prazo de recuperação, desde o dia da lesão, deve girar em torno de dois meses.

Em João Pessoa, o atacante tem uma rotina de fisioterapia e trabalhos em academia. O jogador tem focado bastante na recuperação, e prefere, no momento, não falar com a imprensa. Na última vez que falou publicamente, agradeceu a força dos fãs nesse momento difícil.

“Obrigado a todos pelas mensagens! Dos males o menor. Feliz como sempre e focado a mil para a recuperação”, declarou o atacante.

Mas pensando também fora do futebol, Matheus Cunha aproveitou para fazer pelo menos uma reunião de negócios. Segundo apurou a reportagem do ge, o jogador teve uma reunião com uma empresa que promove eventos no estado. A ideia é fazer uma parceria e entrar nesse ramo.

Voltando ao campo, Matheus Cunha espera voltar ao alto nível o mais rápido possível. No radar de Tite há um bom tempo, antes da lesão, o atacante vinha ganhando muito espaço com o treinador da seleção brasileira. Depois de ser o centroavante do time de André Jardine, que foi medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio, disputada no ano passado, Cunha virou titular do time principal.

O foco é a Copa do Mundo deste ano, no Catar, que pode coroar uma carreira que cada vez cresce mais. Nos últimos três jogos do Brasil nas Eliminatórias, o paraibano foi titular. É um forte candidato a integrar a lista do Mundial. Basta voltar a fazer o que sabe quando voltar aos gramados, outro lugar, além da Paraíba, onde se sente em casa.

Fonte: Jornal da Paraíba