Integrantes de grupos religiosos pretendem cobrar do presidente a consolidação de pautas conservadoras como o veto ao PL dos jogos de azar

Jair Bolsonaro  participa hoje de uma reunião com a “bancada da Bíblia” e mais 110 lideranças religiosas, às 15h, no Palácio do Planalto, para tentar demonstrar força junto entre os evangélicos.

Seus principais adversários, Lula e Sergio Moro tentam se aproximar dos evangélicos, segmento que compôs parte do eleitorado bolsonarista nas eleições de 2018. O petista, por exemplo, já conta com pelo menos 18 núcleos evangélicos para tentar fazer frente ao bolsonarismo.

Durante o encontro, as lideranças evangélicas também vão cobrar de Jair Bolsonaro apoio às pautas conservadoras, como uma sinalização mais clara do governo contra o aborto e o compromisso do presidente da República em vetar o PL dos jogos de azar, proposta aprovada em fevereiro pela Câmara. O texto está agora no Senado.

 

 

O Antagonista