O ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu demissão do cargo após reunião com o presidente Jair Bolsonaro realizada nesta segunda-feira (28), no Palácio do Planalto.

O tema principal do encontro foi a crise no Ministério da Educação, que começou depois de denúncias de que dois pastores estariam pedindo propina para facilitar a liberação de verbas da pasta.

O blog conversou com fontes que estavam presentes na reunião que confirmaram o encontro. Ribeiro será exonerado da função para se defender das acusações. No encontro, o ministro entregou uma carta de demissão.

A saída é uma forma de encerrar a crise provocada pelas suspeitas no MEC. Integrantes da ala política do governo e até representantes da bancada evangélica no Congresso Nacional defendiam a saída de Ribeiro.

 

Blog do Nolasco