foto do iconi TWITTER

O Twitter informou que está iniciando o teste interno de um botão de edição, e que o trabalho no recurso começou no ano passado, antes que o novo acionista e membro do conselho, Elon Musk, questionasse os usuários sobre o assunto.

A capacidade de editar tweets após publicá-los tem sido o recurso mais solicitado por muitos anos, destacou Jay Sullivan, chefe de produtos de consumo do Twitter, em um tópico comentando o anúncio da empresa.

Aproximadamente 74% dos mais de 4,4 milhões de votos expressos na pesquisa de Musk nesta semana foram a favor da adição da funcionalidade.

Musk começou a pesquisa depois de divulgar na segunda-feira (4) que tinha uma participação de mais de 9% no Twitter. Ele apresentou um novo formulário na Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) na terça-feira (5), classificando-se como um investidor ativo, um dia depois de ter atrasado o envio de um formulário para acionistas passivos. O Twitter concordou na segunda-feira (4) em adicionar Musk ao seu conselho .

O Twitter postou uma animação na terça-feira (5) sugerindo como o recurso de edição funcionaria. Sullivan, chefe de produtos de consumo, disse que a empresa buscará “inputs e pensamento contraditório” antes de lançar a funcionalidade.

“Sem coisas como limites de tempo, controles e transparência sobre o que foi editado, o Edit pode ser usado indevidamente para alterar o registro da conversa pública”, escreveu ele. “Proteger a integridade dessa conversa pública é nossa principal prioridade quando abordamos esse trabalho.”

  • VALOR GLOBO