No 87º dia de guerra, a Rússia anunciou a queda de Mariupol e intensificou os ataques na região separatista do Donbass, no Leste da Ucrânia. Ao mesmo tempo, retaliou a Finlãndia pela decisão de entrar na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e cortou o fornecimento de gás para o país escandinavo.

Após um longo cerco, o porta-voz do Ministério da Defesa russo anunciou a queda das defesas ucranianas no complexo siderúrgico de Azovstal, onde as últimas defesas da cidade se concentraram. Segundo o representante da Rússia, o presidente Vladimir Putin foi informado que a área havia “passado para o controle total das forças armadas russas”, após a rendição dos últimos soldados ucranianos.

 

  • Uol