Ministro da educação insulta professores

O ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, passará por audiência de custódia online, às 14h desta 5ª feira (23.jun), em São Paulo. Se a prisão for mantida, ele pode ser encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal (PF), em Brasília.

Ribeiro foi detido nesta 4ª feira (22.jun), suspeito de crimes de tráfico de influência e corrupção, na liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), intermediada por um “gabinete paralelo”, que favorecia pastores evangélicos.

A apuração foi aberta em março a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), após representação do deputado estadual paulista Carlos Giannazi (PSOL). O parlamentar pediu apuração dos fatos narrados em reportagens jornalísticas sobre cobrança de propinas a prefeitos para liberação de verbas do FNDE.