Os 13 lotes do leilão foram arrematados, para gestão de ativos destinados ao escoamento da energia gerada por fontes renováveis.

Foram licitadas a construção e a manutenção de 5.425 quilômetros de linhas de transmissão e de 6.180 mega-volt-ampéres (MVA) em capacidade de transformação de subestações.

Serão erguidas linhas de transmissão nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

As empresas vencedoras do leilão terão de concluir as obras entre 42 a 60 meses, contados da assinatura dos contratos. Já o prazo de concessão das linhas será de 30 anos.

Pelas regras, venceu cada lote a empresa que oferecesse a menor proposta de Receita Anual Permitida de referência (RAP máxima) a ser paga pelo empreendimento. Ou seja, com o maior deságio em relação ao valor de referência.

Destaque do dia foram os empreendimentos dos lotes 1,2 e 3, que tinham expectativa de investimento de R$ 12,27 bilhões.

O lote 1 teve como vencedor o Consórcio Verde, que fez uma proposta de receita 47,34% menor que o valor de referência estabelecido pelo edital, após lances a viva-voz com a CTEEP. O lote 2 foi vencido pela Neoenergia e o lote 3, pela CTEEP. (Veja mais abaixo detalhes do que foi arrematado)

Veja o que já foi arrematado

Lote 1 (13 instalações nos estados de Minas Gerais e São Paulo)

  • Vencedor: Consórcio Verde
  • Valor de RAP: R$ 283.300.000,00
  • Deságio: -47,34% abaixo do valor de referência
  • Investimento estimado: R$ 3,68 bilhões.
  • Concorrentes: 8

Lote 2 (6 instalações nos estados de Minas Gerais e São Paulo)

  • Vencedor: Neoenergia
  • Valor de RAP: R$ 360.000.000,00
  • Deságio: -50,33% abaixo do valor de referência
  • Investimento estimado: R$ 4,94 bilhões
  • Concorrentes: 6

Lote 3 (9 instalações nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo)

  • Vencedor: CTEEP
  • Valor de RAP: R$ 285.736.000,00
  • Deságio: -46,75% abaixo do valor de referência
  • Investimento estimado: R$ 3,65 bilhões.
  • Concorrentes: 8

Lote 4 (1 instalação no estado do Amapá)

  • Vencedor: Zopone Engenharia e Comércio
  • Valor de RAP: R$ 38.893.000,00
  • Deságio: -5% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 2

Lote 5 (3 instalações nos estados da Bahia e Sergipe)

  • Vencedor: Sterlite Brazil Participações
  • Valor de RAP: R$ 22.000.000,00
  • Deságio: -26,52% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 3

Lote 6 (1 instalação no estado de São Paulo)

  • Vencedor: CTEEP
  • Valor de RAP: R$ 13.433.000,00
  • Deságio: -59,21% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 3

Lote 7 (1 instalação no estado do Pará)

  • Vencedor: Consórcio Engie Brasil Transmissão
  • Valor de RAP: R$ 6.484.596,00
  • Deságio: -59,90% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 4

Lote 8 (2 instalações no estado de Rondônia)

  • Vencedor: Centrais Elétricas do Norte do Brasil – Eletronorte
  • Valor de RAP: R$ 12.252.258,58
  • Deságio: -38,57% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 3

Lote 9 (5 instalações nos estados de Mato Grosso e Pará)

  • Vencedor: Sterlite Brazil Participações
  • Valor de RAP: R$ 87.600.000,00
  • Deságio: -32,96% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 7

Lote 10 (2 instalações no estado de Santa Catarina)

  • Vencedor: Taesa
  • Valor de RAP: R$ 18.787.000,00
  • Deságio: -47,96% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 5

Lote 11 (4 instalações no estado de Mato Grosso do Sul)

  • Vencedor: Neoenergia
  • Valor de RAP: R$ 38.200.000,00
  • Deságio: -45,74% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 7

Lote 12 (1 instalação no estado do Amazonas)

  • Vencedor: Energisa Transmissão de Energia
  • Valor de RAP: R$ 17.684.000,00
  • Deságio: -45,26% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 2

Lote 13 (2 instalações no estado do Acre)

  • Vencedor: Consórcio Norte
  • Valor de RAP: R$ 22.425.000,00
  • Deságio: -31,00% abaixo do valor de referência
  • Concorrentes: 2

 

G1