Segundo informações do colunista João Paulo Medeiros, Jornal da Paraíba, a 30ª Zona Eleitoral de Mãe D’Agua, Sertão da Paraíba, cassou os mandatos de 6 dos 9 vereadores do município. Eles foram eleitos em 2020 pelo partido Republicanos. A sentença teve por base uma denúncia de existência de candidatura laranja, para completar a cota de gênero (30%) exigida pela legislação.

Conforme a decisão, a fraude restou comprovada com a inserção da candidata Thamires Torres de Souza. Ela é filha do vereador eleito Cledilson Cordeiro de Souza, do mesmo partido, e não obteve votação no pleito.

Ao analisar o caso, o magistrado concluiu que além de ter zerado a votação, os gastos com campanha da candidata foram irrisórios e não houve campanha ostensiva nas ruas da cidade.

A defesa alegou, contudo, que Thamires participou da convenção partidária, fez campanha na internet e efetuou gastos para criar uma logomarca de campanha. Mas os argumentos não convenceram.

Com o reconhecimento da existência da fraude, todos os votos dos eleitos e suplentes do partido Republicanos foram anulados. Com isso foram cassados os vereadores Cledilson Cordeiro de Souza, Andrew Wilker Lucena Oliveira, Valdemi Ferreira Campos, Kildemi Monteiro Gomes da Silva, Luis Nunes da Silva e Evandro Lucena Soares.

Cabe recurso da decisão. No caso dos vereadores, o recurso tem efeito suspensivo. Ou seja: eles continuarão nos cargos até o trânsito em julgado.

Veja:

Capturar 6 - CANDIDATURA LARANJA: Justiça cassa mandatos de 6 dos 9 vereadores de Mãe D'Água - VEJA DECISÃO

  • Jornal da Paraíba