Como as demais chapas que postulam o Governo do Estado nestas eleições, a pré-candidatura a governador do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), também apresenta divergências no tocante a escolha do seu companheiro de chapa na condição de vice-governador, pois enquanto o seu pai o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), teria sugerido o nome da presidente da Associação Comercial da Paraíba, Melca Farias (PSC) para a chapa, o ex-senador Carlos Dunga saiu em defesa do nome do ex-deputado federal Domiciano Cabral.

Em entrevista à imprensa a presidente da Associação Comercial da Paraíba, Melca Farias (PSC), afirmou que o ex-senador Cássio Cunha Lima a convidou para ser um dos nomes na discussão de possibilidades para a pré-candidatura a vice-governadora na chapa de Pedro Cunha Lima (PSDB) ao governo do Estado.“Quem me fez o convite foi o próprio Cássio e fiquei muito lisonjeada. Confesso que não foi o primeiro convite, tive conversas com outras pessoas que estão se candidatando”, comentou, destacando que está à disposição, caso seja escolhida, e que se sente pronta para enfrentar essa missão.

Já Dunga saiu em defesa do nome do ex-deputado federal Domiciano Cabral (Cidadania) para compor a vice na chapa majoritária do pré-candidato ao Governo do Estado, Pedro Cunha Lima (PSDB). “Ele é um político que tem muita experiência administrativa e será um ótimo nome nessa composição”, afirmou.

Na última segunda (18), durante entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, Pedro confirmou que há entendimento para uma composição de vice com Domiciano Cabral. A oficialização do nome pode ocorrer já no próximo dia 31 de julho, na Arena Medow, em Campina Grande, onde os partidos farão convenção partidária.

 

PB Agora