IBGE - CURITIBA - 30/07/10 -ECONOMIA - Estoque de PDAs que serão usados no senso 2010. FOTO: PRISCILA FORONE. Agencia de Noticias GAZETA DO POVO.

Os recenseadores do IBGE participam, durante esta semana, do último treinamento para iniciar a coleta de dados do Censo 2022 nos domicílios da Paraíba, no dia 1º de agosto. O treinamento dos 3.380 recenseadores que vão atuar no Censo Demográfico 2022, na Paraíba, começou na segunda-feira (18). Essa etapa segue até a sexta-feira (22), com duração diária de oito horas.

Com relação à coleta nos domicílios, um ponto que preocupa as pessoas é receber em casa um falso recenseador. O IBGE divulgou que é possível identificar um servidor do IBGE através do número da matrícula, RG ou CPF, ao ligar para o telefone 0800 721 8181 ou pela internet, no site Respondendo ao IBGE.

Treinamento dos recenseadores

O treinamento desta semana faz parte do processo seletivo simplificado (PSS) e, por isso, tem caráter eliminatório e classificatório. No total, são 135 polos de treinamento, com a participação de 484 instrutores, distribuídos do Litoral ao Sertão do estado. Em João Pessoa, onde serão treinadas mais de 680 pessoas, a capacitação contará com cerca de 70 instrutores e 24 salas de aula. Aqueles que repassarão o conteúdo já foram instruídos em outras fases da cadeia de treinamento, o qual vem acontecendo desde o 2º semestre de 2021.

Na primeira etapa do PSS, a prova objetiva abordou conceitos fundamentais do Censo, que puderam ser estudados pelos candidatos por meio de um curso à distância e dos manuais do recenseador e da entrevista, disponibilizados pelo IBGE. Desta vez, durante cinco dias, os convocados estão reforçando o aprendizado sobre diversos temas relacionados ao Censo e ao Instituto, como “O que é um setor censitário e como fazer o percurso e a cobertura”, “Cadastro de endereços e captura de coordenadas”, “Questionários básico e da amostra, e seus respectivos quesitos (características dos domicílios, identificação étnico-racial e registro civil, nupcialidade e fecundidade, religião ou culto, deficiência; trabalho e rendimento, educação, migração, mortalidade e autismo)”, “Ética e integridade no recenseamento”, “Condutas de abordagem do recenseador” e “Atividades práticas e simulações no DMC (dispositivo móvel de coleta)”.

O quinto dia da capacitação, na sexta-feira (22), será totalmente dedicado à realização de simulações. Assim, com o equipamento e os aplicativos de coleta em mãos, os treinandos podem se familiarizar com o andamento de uma entrevista, por meio de encenações feitas em sala, e esclarecer possíveis dúvidas. Os recenseadores que coletarão dados de Povos e Comunidades Tradicionais (PCT), como indígenas e quilombolas, terão um dia a mais de treinamento.

Ao final, todos os candidatos passarão por uma avaliação de aprendizagem. Aqueles que obtiverem, pelo menos, 50% de acerto e tiverem, no mínimo, 80% de frequência às aulas, serão contratados na semana seguinte.

O recenseador tem como principal função entrevistar os moradores durante a coleta. A jornada de trabalho mínima deve ser de 25 horas semanais. Como a remuneração é por produção, pode variar de acordo com o tempo dedicado ao serviço e o grau de dificuldade na abordagem aos domicílios. É possível calcular uma estimativa no simulador disponibilizado no site do Censo.

ClickPB