O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, negou ter tido um encontro com Aguinaldo e Lucas Ribeiro nesta segunda-feira (25) segundo ventilado pela imprensa paraibana.  Bruno afirmou que no momento está em reunião com o Ministério Público e que não encontrou ninguém da família Ribeiro hoje. Ele ainda alfinetou tio e sobrinho e declarou que “quando querem conversar, quando o assunto é do interesse, eles acham, não precisa ‘marcar hora'”.

Bruno Cunha Lima revelou que “Aguinaldo me ligou semana passada apenas. Como não fui a João Pessoa, não foi possível. Além do mais, Lucas sabe onde trabalho, todos os dias”.

Bruno se referiu a uma possível reunião com os representantes da família Ribeiro, do Progressistas. Lucas, que é o vice-prefeito de Campina Grande, está sendo cotado para figurar como candidato a vice-governador na chapa encabeçada por João Azevêdo, a quem Bruno faz oposição.

A reunião, que está sendo ventilada, teria como principal assunto justamente o posicionamento do grupo Ribeiro perante ao grupo Cunha Lima em Campina Grande diante da aliança com João Azevêdo. Mesmo o Progressistas já tendo anunciado aliança com João Azevêdo há um bom tempo, ainda não há registro de reunião entre as partes para um consenso.

 

Fonte: Click PB