Em entrevistas à imprensa paraibana o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), usou as redes sociais na noite de ontem (28) para contra-atacar as declarações do deputado federal paraibano Julian Lemos (União Brasil). Segundo o presidente, Lemos afirmou que recebeu “uma senha” de um emissário especial do chefe do Executivo nacional para tratar de “assuntos de interesse da Paraíba” como forma de se reaproximar.

Ainda de acordo com o deputado paraibano, Bolsonaro utilizou uma “senha” que só os dois conheciam para ele ter ciência do ato. “Não posso dizer quem é [o emissário], porque é uma coisa muito dele. Eu conheço a linha de Bolsonaro como é que funciona, mas veio um portador com uma senha, tem pessoas que dizem a senha, tem a senha que Bolsonaro usa comigo, e a pessoa trouxe a senha”, afirmou Julian a uma emissora de rádio da capital.

Em resposta, Bolsonaro usou o Instagram para rechaçar a declaração e chamar de “fake news” a suposta ‘costura política’ entre eles citando uma matéria de um portal paraibano, do último dia 22 de julho, e cutucar o deputado federal.