FOTO: WSCOM

A Justiça Eleitoral cassou os mandatos da prefeita e do vice-prefeito de Carrapateira, Marineide Pereira e João Batista. A decisão foi do juiz Ricardo Henriques Pereira Amorim, da 40ª Zona Eleitoral de São José de Piranhas.

“Para este Magistrado não há a menor dúvida de que as circunstâncias fáticas concretas implicam em reconhecer que a concessão indevida e indiscriminada de benefícios remuneratórios foi capaz de afetar a normalidade das eleições incidindo diretamente sobre a decisão do eleitor quando diante da urna. O fato de terem sido concedidos benefícios também a opositores políticos tradicionais dos gestores públicos não é suficiente para afastar a característica malsão da conduta”, decidiu o juiz, apontando para inelegibilidade por 8 anos e perda dos mandatos.

A ação partiu do Partido Verde (PV) do município, que acusou a prefeita de abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio, compra de votos.

O PV impetrou a ação durante a campanha eleitoral após vazamento de um áudio em que a prefeita estaria supostamente determinando que servidores beneficiados com gratificações captassem votos para ela.

O parecer do Ministério Público Eleitoral apontou que “além do áudio da candidata, começaram a circular vários áudios de servidores nos quais afirmam que referidas gratificações eram rateadas com terceiros”.

WSCOM