Imigrantes cubanos embarcam no navio Carnival Paradise na sexta-feira (19). Cintia Zingoni

Seis imigrantes cubanos à deriva no mar em uma jangada improvisada foram resgatados por um navio de cruzeiro na semana passada, conforme vídeo compartilhado com a CNN.

O vídeo capturou o encontro improvisado na sexta-feira (19), quando o navio Carnival Paradise navegou de Tampa, na Flórida, para Cozumel, no México.

Passageiros aparecem aplaudindo e comemorando enquanto os imigrantes se aproximavam do navio.

“Eles não tinham remos”, disse a passageira Cintia Zingoni, que filmou o vídeo. “Não era um barco de fato. Era um móvel, talvez um armário, e eles usaram isso como barco.”

Zingoni, uma corretora de imóveis de Orlando, Flórida, estava no navio com sua família e amigos quando testemunharam o evento.

Seu vídeo mostra o que parece ser um pequeno pedaço de tecido que os migrantes estavam usando como vela e isopor preso às laterais da embarcação para flutuação. Zingoni disse que também parecia que os imigrantes estavam usando uma tampa de panela para remar.

Os imigrantes foram recebidos a bordo do navio, onde receberam um check-up médico, comida e roupas, de acordo com o porta-voz da Carnival Cruise Lines, Matt Lupoli. Quando o barco chegou a Cozumel, eles foram entregues às autoridades mexicanas, disse ele.

De acordo com Zingoni, o capitão do navio anunciou aos passageiros que os migrantes estavam desidratados, mas bem.

“Fiquei triste. Todos no barco estavam dançando e se divertindo e eles [os imigrantes] estavam morrendo”, disse Zingoni. “Foi quase uma missão suicida entrar naquele pedaço de madeira.”

O passageiro Lee Smith disse que o tempo naquela noite piorou.

“Enquanto seguíamos para o México, estávamos indo rápido para recuperar o tempo perdido, mas houve uma tempestade e raios atrás de nós na área de onde havíamos saído”, disse ele. “Ainda bem que pegamos as pessoas na balsa.”

O resgate dramático ocorre quando autoridades dos EUA relatam um aumento no número de cubanos tentando deixar a ilha comunista, onde autoridades do governo culpam as sanções dos EUA por uma economia esburacada.

Os cubanos que chegam aos Estados Unidos e pedem asilo normalmente conseguem obter residência permanente sob um status especial concedido pela Lei de Ajuste Cubano de 1962. Os cubanos resgatados no mar pela Guarda Costeira dos EUA geralmente são devolvidos à ilha.

Enquanto Cuba lida com crescentes cortes de energia e escassez de alimentos, um número recorde de cubanos deixou a ilha cruzando para os EUA a partir da fronteira sul com o México ou indo para o mar em pequenos barcos e jangadas que, segundo autoridades dos EUA, são frequentemente empurrados para fora do curso pelas correntes oceânicas.

De acordo com a Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, mais de 175.000 cubanos chegaram aos EUA vindos do México desde julho do ano passado. No mesmo período, mais de 4.500 cubanos interceptados no mar foram devolvidos a Cuba, informou a Guarda Costeira em comunicado na terça-feira (23).

Não é incomum que navios de cruzeiro ajudem em resgates marítimos. Em 4 de junho, o navio Carnival Cruise Mardi Gras resgatou 16 cubanos presos a cerca de 110 quilômetros de Key West, na Flórida.

 

CNN