A arma do crime foi uma ferramenta de trabalho do jardineiro. Os gritos da vítima chegaram a ser ouvidos pela vizinhança, por volta das 4h45.

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da delegacia de homicídios de Campina Grande, prendeu na noite de ontem (26) às 21h30 o homem acusado de matar a esposa a golpes de facão na rainha da borborema.  Ele teria limpo a arma do crime em uma bíblia. Conforme apurou o ClickPB junto à Polícia, a prisão ocorreu em flagrante, no bairro Santa Terezinha. O homem confessou a autoria do crime.

De acordo com a delegada Elisabete Beckman, Paulo Neto Gonçalves Duarte, 34 anos, estava em um terreno baldio, sobre uma árvore. A ação foi realizada após denúncias anônimas de que o indivíduo estava na região, durante a tarde. “Passamos a fazer diligências e saturar a área, até que chegamos a esse local”, informou a delegada de homicídios.

Confessou o crime 

Paulo Neto, conhecido como “Pirrola”, foi atuado em flagrante e passará por audiência de custódia. Ele confessou o crime à polícia, em razão de uma suposta traição que o homem acreditava que estava havendo por parte da vítima, Juliete Alves da Silva, 32 anos.

 

ClickPB