Em seu 1º programa eleitoral, o presidente destacou os problemas enfrentados no governo e exaltou a liberdade de expressão

O 1º programa eleitoral exibido na TV pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), fez acenos à defesa de liberdade e exaltou programas do governo federal durante sua gestão. A peça foi divulgada neste sábado (27.ago.2022) no 1º dia de exibição das pílulas comerciais dos candidatos a presidente.

Em 2 minutos e 38 segundos, Bolsonaro exaltou o Auxílio Brasil e a compra de vacinas contra a covid-19.  No início da peça, o chefe do Executivo é descrito como alguém “simples” e que fala o que “pensa e sente”.

Em seu 1º discurso na TV, Bolsonaro diz que assumiu o Brasil em meio a “sérios problemas éticos, morais e econômicos”.

O presidente destacou a pandemia e a guerra na Ucrânia como desafios para a gestão. Disse lamentar as mortes pela doença, mas também o impacto na economia. Bolsonaro afirmou que o governo deu “meios” a Estados e municípios para enfrentarem a pandemia. A compra de 500 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 também foi destacada na campanha.

O candidato também citou a queda no preço dos combustíveis e a criação de empregos como conquistas do seu governo em 2022. Disse que as coisas estão “voltando à normalidade”. O Auxílio Brasil de R$ 600 também foi lembrado na peça. Bolsonaro prometeu que o valor aprovado pelo Congresso Nacional, que começou a ser pago em 9 de agosto de 2022, será mantido.

Assista (2min48s):

Ao contrário de 2018, quando tinha só 1,7% do tempo de TV e rádio, o presidente tem o 2º maior espaço: 2 minutos e 38 segundos por bloco para a coligação Pelo Bem do Brasil (PL, PP e Republicanos). Ao todo, o atual presidente alcançará 79 minutos de propaganda.

De acordo com plano de mídia aprovado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os programas dos candidatos à Presidência da República serão exibidas aos sábados, terças e quintas-feiras.

Serão 2 blocos no rádio de 7h às 7h12 e de 12h às 12h12 e 2 blocos na TV de 13h às 13h12 e de 20h30 às 20h42. Cada bloco terá duração de 12 minutos e 30 segundos. A ordem e o tempo de veiculação da propaganda foram definidos em audiência pública em 18 de agosto.

PODER 360