Foto: Reprodução/Band

O presidente Bolsonaro (PL), juntamente com a Simone Tebet (MDB), foi um dos primeiros sorteados para responder uma pergunta no debate organizado pela Bandeirantes, UOL e TV Cultura.

A questão, que foi feita pelos jornalistas, perguntou como os candidatos iriam apaziguar a relação entre os poderes.

Em sua resposta, Bolsonaro deixou claro que não irá apaziguar as relações e que, na verdade, quando foi eleito combateu aquilo que chamou de “ativismo judiciário” praticado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Como exemplo, ele usou o caso do deputado Daniel Silveira (PL-RJ) que, em processo movido pela corte, havia perdido o mandato, mas recebeu indulto do presidente.

Bolsonaro também afirmou que “possui problemas com os poderes”, mas, novamente mirou no STF e saiu em defesa dos empresários golpistas que, na visão do presidente são vítimas de “perseguição”, pois, não tramavam um golpe, mas apenas “conversas privadas”.

Polêmica Paraíba